MOÇAMBOLA

çpp.jpg

Obras de beneficiação do Estádio Municipal 1˚ de Maio, em Lichinga ficam concluídas antes do arranque do Moçambola 2016 para permitir que o Desportivo do Niassa dispute todos os jogos da prova no seu meio.
A garantia foi dada ao governador do Niassa pelos responsáveis dos trabalhos de reabilitação da infra-estrutura desportiva.

O próximo mês de Março é a data do arranque do Moçambola 2016.

zcnm.jpg

Desportivo de Nacala empata sem abertura de contagem no primeiro jogo amistoso neste ano, diante do Benfica de Nampula.
No final do jogo, Antero Cambaco, treinador dos “canarinhos” disse estar satisfeito pelo comportamento da equipa.

qa.jpg

Em jogo de apresentação do plantel, União Desportiva de Songo empata com Chingale de Tete.
União Desportiva de Songo prepara-se para estagiar na República da África do Sul, com um plantel de 25 jogadores.
Ontem a equipa apresentou-se aos sócios diante do Chingale de Tete. O jogo terminou empatado a duas bolas.

Screen_Shot_2016-02-04_at_12.23.09_PM.png 

E a Liga Desportiva de Maputo quer a terceira taça consecutiva na sua vitrine e por isso vitória é a principal conversa do balneário.
A nova equipa técnica da Liga Desportiva, Dário Monteiro e Aly Assane, pretende estrear em festa, e diz ter a obrigação de vencer o Ferroviário de Maputo, na primeira prova oficial da temporada.
Mário ex- atacante do Ferroviário da Beira e Ussama ex-médio do Costa do Sol, são alguns dos reforços que se destacam na estrutura da formação dirigida por Dário Monteiro.
Um conjunto mais rejuvenscido desde a equipa técnica que tem Aly Hassane como adjunto do antigo avaçado dos Mambas.
Dulpa de jovens treinadores que tem um grande desafio pela frente e com os planos já traçados.
Super Taça é a primeira avaliação de Dário e Aly, que treinam uma equipa que conquistou as duas últimas edições desta prova, por isso.
Numa das sessões de treino de preparação doconfronto diante do Ferroviário de Maputo, a Liga Desportiva contou com um espectador especial. Abel Xavier, novo seleccionador nacional.
A Liga Desportiva de Maputo está na Super pelo título de vencedor da Taça de Moçambique.

 

Screen_Shot_2016-02-04_at_12.23.47_PM.png 

Ferroviário de Maputo quer iniciar a época em grande conquistando a Super Taça Mário Coluna.
Os campeões nacionais em título dizem estar tudo apostos para erguer o troféu, vencendo a Liga Desportiva, no jogo deste sábado.

Dez dias no reino da Swazilândia, cinco jogos realizados, três vitórias, um empate e uma derrota.
No último fim-de-semana, o Ferroviário de Maputo organizou um triangular para a apresentação oficial do seu plantel.
Dois jogos efectuados, uma derrota por 5-4, nos penaltes diante do Desportivo Maputo, e uma vitória de uma bola frente ao Asac do Gana.
Neste sábado, os campeões nacionais têm mais um desafio.
A sua aparição oficial nesta época, na Super Taça Mário Coluna medindo forças com a Liga Desportiva de Maputo.
Primeiro jogo da temporada marcado para o Estádio Nacional do Zimpeto, confronto que Caló já definiu a missão.
O Ferroviário vai jogar a Super Taça Mário Coluna na qualidade de campeão nacional.

txxx.jpg

Catorze jogadores entre nacionais e estrangeiros reforçam o plantel do Chingale de Tete, para a edição do Moçambola 2016.
Abdul Omar, treinador dos canarinos de Tete, promete ocupar lugares cimeiros na presente competição do futebol nacional da primeira divisão.

esx.jpg

Enchentes nos campos, marcam o início dos treinos do Ferroviário e Desportivo, ambos representantes de Nacala no Moçambola.
A curiosidade gira a volta dos reforços dos dois conjuntos da Zona Económica Especial que tem como objectivo a manutenção na prova máxima do futebol nacional.
Muita gente no campo do Ferroviário de Nacala. Trata-se de adeptos que querem ver os reforços da primeira equipa a conquistar a Taça da Liga BIN.
Das caras novas destaque vai para Rodjas lateral direito que regressa a casa depois de no ano passado ter representado HCB de Songo. Quaresma e Ibraimo trocaram o despromovido Ferroviário de Quelimane pelas locomotivas da Zona económica Especial num grupo de atletas em que se contam ainda os jogadores Dinho do 1º de Maio, Edgar do Textil de Pungue, Belo Ferroviário de Maputo, Essien, Kikito e o guarda-redes Valerio que na temporada passada faziam parte do plantel de Antero Cambaco nos canarinhos de Nacala.

czx.jpgNo desportivo de Nacala, a grande novidade é o regresso do meio campista Daúdo, emprestado pela Liga Desportiva de Maputo, Zé Rasta e Binó trocaram Ferroviário de Nacala pelo desportivo. Na luta pela manutenção, Antero Cambaco vai ainda contar com os serviços de Valdo do ENH, Dércio Ex-Ferroviário de Quelimane e Romeu que representou o Maxaquene.
Os 2 treinadores garantem que o plantel esta em aberto, uma vez que ainda aguardam por outros nomes em negociações.

 

Screen_Shot_2016-01-08_at_9.58.41_AM.png 

Carlos Manuel já trabalha com os reforços da equipa principal de futebol do Ferroviário de Maputo, com as atenções viradas à primeira eliminatória das Afrotaças.
César Machava ex-Costa do Sol e Carlitos que na época passada representou o Desportivo Maputo são as contratações de vulto dos locomotivas, que defrontam a doze de Fevereiro o Mochudi do Botswana.

O vencedor do Moçambola 2015, o Ferroviário de Maputo, abriu as suas oficinas mais cedo devido aos compromissos que tem pela frente, a Liga dos Campeões Africanos.
O Mochudi Centre Chiefs do Botswana é o adversário dos locomotivas da capital na primeira elimanatória, desafio agendado para o dia doze de Fevereiro próximo, em Gaberone.
Já com os reforços ao seu dispor e tendo em conta a algumas saídas, o gráfico de trabalhos do Ferroviário de Maputo teve que inverter.
Além dos embates amistosos agendados com algumas equipas da Zona Autral de áfrica, os locomotivas da capital recorreram ao mercado nacional para reforçar o plantel com os olhos postos na LCA.
Das novas caras escolhidas por Caló destaca-se Carlitos ex-Desportivo de Maputo e César Machava que defendeu a baliza do Costa do Sol no ano passado.
Mastayle que também foi contratado ao Desportivo Maputo junta – se a Gito ex-Desportivo de Nacla, agora no Ferroviário de Maputo.
Mambucho e Bily regressam à casa depois de terem passado pelo Ferroviário da Beira na época anterior a título de empréstimo.
Paulo é outra cara nova do Ferroviário de Maputo que foi a segunda divisão o convidar a trocar a Académica pelos verde e branco.
Fora ao plantel, a direcção do Ferroviário de Maputo reforçou igualmente a equipa técnica, que esta época vai contar com Vítor Matine que passou pelo Ferroviário da Beira como um dos adjuntos de Lucas Barrarijo.

Screen_Shot_2016-01-07_at_2.31.28_PM.png 

Ferroviário da Beira abre suas oficinas com seis novos reforços.
Foram apresentados vinte e sete jogadores mas o plantel ainda está em aberto.
A turma locomotiva começa a trabalhar amanhã quinta-feira.
Do plantel da época passada, saíram seis jogadores. Na abertura das oficinas, seis novas caras foram apresentadas.
O guarda-redes Soarito é reforço do Ferroviario da Beira após representar a Liga Desportiva de Maputo na época transacta.
Na defesa, Moniz veio de Maxaquene, Hagi do Desportivo de Maputo.
Marcos deixou o 1º de Maio de Quelimane para vestir a camisola locomotiva.
Thomas Nhirenda veio da Zambia e o sul africano Nfiki voltou ao Ferroviário da Beira após passar pelo Costa do Sol.
O Ministro dos Transportes e Comunicações foi convidado a participar na cerimónia de abertura das oficinas no Ferroviário da Beira.
Carlos Mesquita disse que o Moçambola deve ser disputado num ambiente de Fair-play.
O público afecto ao Ferroviário da Beira marcou a sua presença na apresentação da equipa. A equipa começa a treinar na manhã desta quinta-feira no caldeirão do Chiveve. Wedson Nyirenda continua a comandar a equipa e será coadjuvado por Valy Ramadan. Carlos Guente ou simplesmente Rocksana é o treinador de guarda-redes.

<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>
Pág. 1 de 10

Publicidade

SKY
jogos Africanos

Moçambola 2015

Equipas
J V E D G P
1 Ferrov. de Maputo 26 12 8 6 35 - 20 44
2 C. do Sol 26 12 7 7 26 - 17 43
3 Liga Desp. de Maputo 26 12 7 7 21 - 12 43
4 Ferrov. da Beira 26 11 6 9 24 - 21 39
5 HCB Songo 26 10 9 7 22 - 17 39
6 Ferrov. de Nampula 26 9 10 7 18 - 17 37
7 Maxaquene 26 10 6 10 21 - 21 36
8 Ferrov. de Nacala 26 9 7 10 17 - 15 34
9 Chibuto FC 26 8 10 8 23 - 20 34
10 ENH Vilankulo 26 9 7 10 23 - 26 34
11 Desp. Maputo 26 7 9 10 17 - 25 30
12 1° de Maio 26 6 11 9 17 - 25 29
13 CD Nacala 26 6 9 11 16 - 27 27
14 Ferrov. Quelimane 26 3 10 13 9 - 26 19